Você sabia que tivemos mais de 50 erupções solares na semana passada, incluindo uma erupção classe X e várias explosões classe M? Se você está se sentindo um pouco tenso, não ancorado e cansado, provavelmente é por isso.

Estamos em um novo mês com uma nova vibração. A vibração do dia 7 de Novembro será mais fácil de gerenciar do que a do dia 6 de outubro, mas estamos no caminho certo e nada pode impedir o ‘grande despertar’.

E começamos mais um mês neste ano notável, cujo tema é “soberania energética”. Se você se inscreveu no meu programa GPS 2021, certamente usou as ferramentas e o trabalho de energia que recebeu durante todo o ano.

Quem poderia saber que o ano de “soberania energética” exigiria que nos posicionássemos, falássemos, lutássemos por nossos direitos, descobrindo atos covardes e nos unindo contra a tirania?

A energia de Novembro é intensamente espiritual, um momento para recuperar e redefinir nosso campo de energia pessoal, apresentando um forte eclipse e alguns curingas incomuns que você lerá no Relatório da Energia de Novembro.

Os temas deste mês são reconhecer a colheita e reconfigurar, redistribuir e reconsiderar. E é apropriado que estejamos fazendo a colheita em um mês em que nós, nos EUA, celebramos o Dia de Ação de Graças, uma celebração da colheita.

Se você ainda não percebeu que este é um ano extremamente importante na história da humanidade, então você esteve de férias, fora do planeta o ano todo.

Em um ano cujo tema principal foi a soberania energética, certamente aprendemos o que isso significa, provavelmente não como imaginávamos que aconteceria. Este é realmente o processo de ascensão e vamos realizá-lo?

A resposta a estas perguntas é sim e sim, e temos algumas coisas interessantes acontecendo neste mês, bem como alguns remanescentes do mês passado.

Novembro introduz a energia 7 (1 + 1 + 2021) que é o número da espiritualidade, introspecção, pensamento superior e consciência. Outubro foi uma energia 6 que trouxe energia do processo de Descensão (o céu para a terra) e com uma vibração 7 em Novembro, começamos a pensar sobre como iremos usar esta energia e o que ela significa para nós. Isso irá se conectar muito bem com a energia de Novembro, fornecendo-nos uma caixa de ferramentas de energia para tomarmos decisões e escolhas mais iluminadas, intencionais e conscientes que enfrentamos após o caos de Outubro. Mais sobre isso neste artigo

A maior notícia do mês, ainda maior do que os eclipses, é que 1º de Novembro começa com Marte em 0 graus de Escorpião, entrando em seu signo de regência histórica. Antes de Plutão ser descoberto em 1930, Marte era o regente designado de Escorpião.

Se você se lembra do Relatório de Energia de Outubro de 2021, a lua cheia de 20 de Outubro estava em 27 graus de Áries, que era o grau e o signo de Marte em 1º de Janeiro de 2021.

Marte é muito significativo neste ano e seus movimentos oferecem muitos insights sobre o que está acontecendo ao nosso redor. Tudo é significativo agora e tudo está conectado, então não podemos desconsiderar nenhuma das pistas e sinais que nos apontam na direção da realização e do sucesso nesta jornada.

A Plutão foi atribuída a regência de Escorpião no início da era atômica, no início dos anos 30. Embora a bomba atômica não tenha sido lançada até 1945, já havia um trabalho inicial sendo feito na área da ciência nuclear na década de 30.

E eu sei disso porque o homem que escreveu o livro ‘A Criação da Bomba Atômica’, Richard Rhodes, era meu vizinho em Kansas City e ele me contratou para transcrever as entrevistas que ele fez de todos os cientistas que estavam envolvidos no Projeto Manhattan e projetos nucleares anteriores.

Aprendi bastante sobre a história do movimento nuclear transcrevendo centenas de horas de entrevistas na mesa da minha cozinha em 1983.

Antes da descoberta de Plutão e do surgimento do Complexo Industrial Militar, que aconteceu durante a 2ª Guerra Mundial, não havia nenhum aspecto de destruição mutuamente assegurada e nenhum globalismo na medida em que existe hoje.

A atribuição de Plutão a Escorpião, o signo da morte e renascimento, deu-lhe um significado mais sinistro – morte e destruição. Com Marte como regente de Escorpião, havia pelo menos a possibilidade de algum controle sobre o processo.

Mas com Plutão, sem chance. Plutão representa o tsunami da transformação que não podemos parar, tudo o que podemos fazer é correr e nos esconder e torcer para que possamos nos recuperar dos danos. Não é isso que estamos vendo no mundo hoje?

O tsunami de destruição, por forças que parecem estar fora de nosso controle, acima da lei, sem consideração pelo que estão destruindo, ou mesmo que se importem.

Marte também rege Áries, o primeiro signo, o signo da ação, automotivação e de novos começos. Com Marte no comando de Escorpião, lideramos a destruição, ou pelo menos temos uma mão em como isto acontece e algum controle sobre a quantidade de dano que pode ser feito.

Um Escorpião regido por Marte está mais focado no novo começo do que na morte e destruição.

Acho que a designação de Plutão foi o prenúncio da morte, destruição e condenação que o complexo militar industrial planejou para todos nós nos próximos 100 anos, razão pela qual o ano de 2030 é tão significativo.

Mas neste mês temos o poderoso Marte ocupando o lugar de honra a partir de 1º de Novembro, lembrando o grande e mau Plutão que foi Davi quem venceu a batalha entre Davi e Golias. Mencionei isso no Relatório de Energia de Outubro e vemos que foi repetido novamente em Novembro.

Como tivemos em todos os meses deste ano, os temas mensais de 2021 estão todos vibrando com o tema maior e geral de 2021 da soberania energética. Tudo o que acontece neste ano está nos apontando para aprender, acolher, defender e viver através de nossa soberania energética.

Embora isso não tenha acontecido com a graça e dignidade que esperávamos, está acontecendo em uma escala global que também é definitivamente sem precedentes.

E está unindo a humanidade para seguir o caminho de ação, consciência e novos começos orientados para Marte, em vez do caminho de morte, desgraça e escuridão orientado por Plutão.

Portanto, a posição de Marte a zero grau de Escorpião no início do mês e sua mudança para Escorpião em 31 de Outubro, que é celebrado como Halloween ou Samhain, a festa da colheita final, é altamente significativo.

E aponta para uma mudança em nossa jornada na soberania energética como a família coletiva da humanidade, bem como a batalha entre a escuridão e a luz.

Quando começamos esta jornada de ascensão, havia apenas algumas pessoas que mantinham a luz para a ascensão e elas estavam trabalhando arduamente em suas missões de ancorar a luz e a energia para a humanidade.

Frequentemente, trabalhavam em lugares solitários e energeticamente isolados, onde a sua frequência estava fora do lugar e às vezes não era muito bem-vinda. O processo de despertar aconteceu lentamente ao longo de décadas até 2020 e então mudou em hipervelocidade.

Em 2021, alcançamos a massa crítica e o impulso crítico – o movimento agora está progredindo muito rapidamente e estamos vendo mais integração da ascensão da 3D / 5D acontecendo todos os dias.

A desvantagem é que, com mais luz, também estamos cientes de maiores níveis de escuridão e isso tem sido difícil de lidar.

Mas temos que conhecer o nosso adversário antes de saber quanta luz precisamos para superá-lo e esse tem sido o nosso foco em estabelecer nossa soberania energética também.

Os temas de Novembro também se enquadram no tema da soberania energética de 2021.

Primeiro, temos o tema da colheita – o Samhain celebra a colheita final em preparação para o inverno que, há séculos, significava algo muito diferente do que hoje.

Naqueles dias, a colheita final significava colher as últimas safras de raízes, que são as últimas a serem plantadas e as últimas a serem colhidas, e prepará-las para serem armazenadas para comer durante o inverno. Se você não fizesse isso, passaria fome durante todo o inverno.

Para nós, esta colheita final é reunir o aprendizado e as lições e tirar o que precisamos deles, mantendo o que é útil e deixando o resto no campo para compostagem para a próxima estação de cultivo.

O que queremos levar conosco para nos nutrir nesta próxima fase de nosso crescimento, enquanto nos preparamos para a primavera?

O inverno não é uma estação ‘morta’, muitas plantas usam esse tempo para espalhar suas raízes subterrâneas, criar energia para a próxima estação de cultivo, e se você é um jardineiro sabe que as plantas bulbosas que apreciamos na primavera, como as tulipas e os narcisos, formam suas flores nos meses frios de inverno.

Em seguida, temos os temas de redefinição, reconsideração e redistribuição.

Como eu compartilhei em um artigo recente, a decisão de deixar de lado as coisas ou liberar é mais do que nos dizem.

Acho que é muito geral e até mesmo ilogicamente simplista para alguém dizer a outro para liberar ou deixar as coisas irem.

Eu sei que na minha vida, dependendo da situação, do contexto e circunstância, a decisão de liberar pode ser considerada com muito cuidado, porque uma vez que eu deixo algo de lado, eu não o retomo, é uma decisão final e inegociável para mim.

Às vezes pensamos que apenas coisas “boas” fazem parte do processo de ascensão, mas se você se lembrar do gráfico de progresso da ascensão que eu mostrei, a desintegração faz parte do processo de Descensão e do caos que isso cria, o que leva à transcensão através da ponte da 4D. Toda essa comoção e reordenação de carreiras e empregos faz parte do ciclo de ascensão.

E então há a redistribuição, outro aspecto da energia que é uma alternativa para liberar, considerando se podemos usar algumas das lições ou situação em outra capacidade.

Você tem uma gaveta da cozinha cheia de coisas a qual você se dirige quando precisa de alguma ferramenta ou para consertar alguma coisa?

Quantos de vocês têm um baú de ferramentas onde guardam pregos, parafusos, arruelas e outras peças sobressalentes de tamanhos estranhos que são úteis quando você precisa consertar algo? Eu tenho e sempre encontro o que preciso lá.

Todos nós precisamos de uma gaveta de “peças sobressalentes” energéticas para que possamos usar quando precisamos seguir em frente sem passar por uma lição inteira.

Podemos lembrar que uma escolha ou decisão específica, ou uma determinada pessoa, cria problemas ou desafios e os evita no futuro. Sempre podemos reconsiderar se uma escolha ou decisão irá nos levar aonde precisamos estar, se reflete de maneira precisa e completa nossa vontade, intenção, visão e desejos.

Ou podemos reconsiderar nossas escolhas de relacionamento, decisões de trabalho e outros fatores da vida para que estejamos sempre fazendo escolhas que nos recompensam com a maior alegria, abundância, paz, prosperidade e amor.

Em Novembro, teremos uma lua nova no dia 4 que destaca a assinatura da energia de Urano. Lembre-se de que temos uma quadratura Saturno / Urano que estará ativa durante todo o ano e no próximo ano.

O aspecto final da quadratura Saturno / Urano acontece em Setembro de 2022, então este será um evento de longo prazo que continuará a abalar o status quo por mais um ano. E esta lua nova nos lembra que ainda não acabou. Urano em Touro está sacudindo o auto interesse complacente de Touro e forçando mudanças nas áreas onde mais resistimos às mudanças.

O eclipse da lua cheia em 27 graus de Touro, em 19 de Novembro, está a um grau da estrela fixa Algol, também chamada de estrela mais azarada no céu. Mas, como acontece com todas as coisas universais e espirituais, há aspectos de luz e escuridão em tudo.

O lado obscuro de Algol é a morte, a destruição e a tirania. O lado da luz é o empoderamento, a consciência e a liberdade.

Você pode fazer alguma conexão entre o que vimos no mundo nos últimos dois anos e uma reviravolta com este eclipse? O que você acha?

E mais uma coisa em Novembro, um aspecto energético que dura o mês todo e que eu acho que está conectado ao eclipse e ao grande despertar em curso. Netuno está retrógrado desde Junho e lentamente se posiciona em Novembro para seguir direto em Dezembro.

Está no mesmo grau que em Março de 2021, quando vimos o início de algum retorno à normalidade e um maior grau de protesto contra a tirania que vem se construindo desde então. Isso vai inaugurar o Grande Despertar 2.0 e mais pessoas defendendo a sua soberania energética, direitos e liberdade.

Quando o momento crítico é alcançado, nada pode impedir o que está por vir e um coletivo unido da humanidade tem muito mais energia criativa, potencial e poder do que algumas dezenas de tiranos.

Então, aqui estamos no limiar de mais um mês e se você está se perguntando quando tudo isso irá acabar, acaba quando dissermos que termina.

A dança cármica entre a luz e as trevas, o bem e o mal, a liberdade e a tirania, já dura milênios. Isso é mais do que uma mudança da 3D para a 5D, é uma mudança em nosso plano dimensional de existência.

Depois de integrarmos o paradigma da 3D / 5D, o paradigma da 3D não existirá mais como no passado. Já está se dissolvendo em face de um clamor crescente por libertação da tirania, do mal e do controle que ninguém mais quer, exceto aqueles que querem controlar tudo e todos.

Estamos tendo uma batalha agora e ela é feroz, mas necessária. Vamos vencer, mas vamos vencer juntos.

Se você seguiu as postagens do Q, como eu fiz, você se lembra que Q disse que “o maior medo deles era um público desperto” e que “nada impediria o que está por vir”.

Bem, agora estamos despertos e somos uma força a ser reconhecida, pois enquanto ainda não for hora de comemorar, também não é hora de sentar, relaxar e pensar que temos isso no bolso, por assim dizer.

Precisamos nos lembrar todos os dias de que somos os criativos, estamos no controle de nossa energia e somos energeticamente soberanos quando a possuímos, reivindicamos e a usamos todos os dias.

Novembro é época de colheita, de preparação para o inverno e de recompensa por um trabalho bem feito.

Também é hora de considerarmos outras opções além de apenas liberarmos tudo, como reconfigurar, reconsiderar e redistribuir o que aprendemos para fazer o melhor uso disso. Não precisamos repetir uma lição toda vez que a encontramos.

Podemos usar o que aprendemos antes para fazer escolhas e tomar decisões diferentes e para nos dar opções diferentes.

Temos mais poder espiritual e energia neste mês do que tivemos em Outubro e com as mais de 40 explosões solares que tivemos na última semana de Outubro, temos muita energia para trabalhar.

Portanto, faça escolhas e tome decisões empoderadas, não se limite a segurar ou liberar seus critérios de decisão, veja como você pode reconfigurar, reconsiderar ou redistribuir o que está em sua caixa de ferramentas de energia enquanto leva sua própria alegria em consideração.

E lembre-se de comemorar sua colheita agora, tudo o que você conquistou e realizou. Isso estabelece a base para a nova energia que você trará e o lembra de que você é a fonte de sua alegria, e sua soberania energética é sua para possuir, reivindicar e usar em sua vida todos os dias. Tenha um mês maravilhoso.

https://enlighteninglife.com/

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Publicado por: Hugo Lechuga Arteiro

16 Views