Abraçando uma nova realidade

Temos muito a abordar, então vamos direto ao assunto.

As energias de Julho nos empurrarão gentilmente para continuar saindo de nossa zona de conforto, para nos ajudar a acolher novas maneiras de viver e novas maneiras de aparecer em nossas vidas.

Abraçando uma nova realidade

Atualmente, estamos passando por uma linha do tempo potente na qual tudo está mudando rapidamente. Essa mudança está acontecendo internamente dentro de cada um de nós. Muitas pessoas estão se sentindo mal, e não como o seu eu habitual. Se você está se sentindo assim, às vezes, saiba que não está sozinho e que algo maior está surgindo através de você.

Uma nova realidade centrada no coração está nascendo através de sua consciência. Esta nova realidade tem dado pacientemente à humanidade o tempo e o espaço necessários para permitir que nossos contratos de alma sejam elaborados.

Se você esteve passando por um momento difícil recentemente, é porque seus contratos de alma do passado e do presente estão finalmente sendo abordados, curados e resolvidos. Uma nova maneira de viver está agora pronta para ser plenamente realizada em nossa existência – e é por isso que as coisas estão parecendo um pouco desafiadoras e “em todo lugar” para muitos.

Esta nova realidade centrada no coração está se preparando para entrar em vigor há muito tempo. Foi posta em movimento pela primeira vez há eras.

Isso aconteceu como resultado do compromisso e dedicação pessoal de muitos Mostradores do Caminho, Curadores, Professores, Empatas, Portadores do Espaço, Tribos Indígenas e Trabalhadores da Luz que têm ancorado grandes quantidades de luz superior na Terra.

Se você é alguém que despertou espiritualmente recentemente, grande parte disso tem a ver com todo o trabalho de luz feito por aqueles que vieram antes de você. Eles têm contribuído diligentemente com sua luz para ajudar a elevar a consciência da humanidade.

Vamos apenas reservar um momento para expressar nossa gratidão a todos aqueles que abriram o caminho para todos nós estarmos aqui agora. Que benção!

À medida que avançarmos nos próximos meses, experimentaremos uma janela de tempo em que energias altamente concentradas estarão fluindo para nós. Uma vez que as tenhamos integrado, essas energias nos ajudarão a materializar coletivamente um salto gigantesco na consciência humana.

Isso também aparecerá de maneiras que nos unirão às nossas famílias de Alma. A família de Alma de cada pessoa nos oferecerá uma sensação de “lar” e de “segurança”. É importante estar atento às pessoas que entrarão em nossas vidas nos próximos meses, pois muitas delas farão parte da nossa família de Alma. Eles estão nos ajudando a continuar a ancorar a luz superior nesta nova realidade.

Muitos de nós já se alinharam com muitos de nossos membros da família de alma, mas é claro que as famílias sempre podem se expandir para incluir novos membros! Vejamos como este novo tempo em que estamos entrando agora nos ajudará.

O que é a nova realidade?

A nova realidade é uma nova maneira de ser – uma colaboração centrada no coração com nossas Almas e eus superiores, baseada no Amor, na transparência, compaixão, bondade, Sabedoria Divina e igualdade para todos.

Como nos alinhamos com essa nova realidade?

Embora existam muitas maneiras de nos alinharmos com a Nova Terra, abaixo estão algumas sugestões que ajudarão imensamente.

Ser autêntico

Uma das coisas mais eficazes que podemos fazer agora é ser completamente autêntico – principalmente com nós mesmos, depois com o mundo ao nosso redor. O primeiro passo é fazer uma rápida análise de onde em nossas vidas já estamos sendo completamente autênticos e construir a partir disso.

Ser autêntico não deve ser confundido com ser intencionalmente rude, ou ofensivo, especialmente na forma como entregamos a nossa verdade. Podemos nos fazer algumas perguntas simples para ajudar a evocar maior autenticidade, como:

“Quais são as coisas que mais importam para mim na vida?” e “Quem sou eu, quando me expresso livre e plenamente de coração?”

Em uma situação difícil, podemos nos perguntar interiormente: “Qual é a minha verdade mais elevada aqui? O que eu vejo quando eu desacelero e vejo isso a partir do meu coração?”

À medida que integramos estas novas energias, cada vez mais iremos preferir deixar para trás a autoproteção baseada no medo do passado. Será importante sermos pacientes conosco à medida que entramos nessas novas energias e novas formas de ser, para nos darmos tempo para nos ajustarmos e relaxarmos, sabendo que tudo está bem.

A CURA DO MASCULINO

Um dos presentes mais importantes do Feminino Divino é curar e alquimizar os aspectos do masculino que há muito se esqueceram de sua Divindade.

Por eras de tempo em nossa realidade tridimensional, a humanidade foi influenciada principalmente pelo aspecto da energia masculina que se separou de sua Fonte Divina. O que resta é o aspecto da energia masculina que representa as ilusões do medo e da sobrevivência.

É bastante claro que este aspecto da energia masculina, que há muito se esqueceu de sua Divindade, está se esforçando agora para manter sua influência, exercendo um grande impulso para manter seu controle sobre a humanidade.

Isso pode ser visto facilmente em muitos ramos e seitas de organizações religiosas, governos e corporações que dependem fortemente do uso do medo para promover suas agendas.

É através do Feminino Divino que esse aspecto Divino esquecido da energia masculina se curará e retornará aos seus padrões de pura perfeição. É através do Feminino Divino que o Masculino Divino retornará à nossa experiência tridimensional.

O Feminino Divino representa o Amor Divino.
O Masculino Divino representa a Ação Divina.

O Amor Divino é a energia mais poderosa em toda a existência. É de onde tudo vem. É o coração e o ventre sagrado de onde tudo nasce. O Amor Divino não conhece julgamento. Ele só conhece a totalidade e a conclusão. O Amor Divino expresso é compaixão.

Por eras de tempo, a humanidade foi levada a acreditar (através dos ensinamentos daquele aspecto da energia masculina que havia liberado toda conexão com sua Divindade) que a Fonte de toda existência era um homem – uma poderosa energia masculina que vivia no céu em algum lugar.

Este tipo de condicionamento serviu perfeitamente para alimentar o medo e os padrões baseados na sobrevivência que levaram a humanidade a ceder seu poder a alguns poucos selecionados. Mas agora, algo tremendo está acontecendo.

A bolha de medo em que a humanidade viveu por eras está agora se dissolvendo, e a mente coletiva (embora cambaleando um pouco e ainda tentando se apegar aos velhos padrões do medo) agora é capaz de receber plenamente o Amor de cura do Feminino Divino.

Isso está permitindo que a parte da energia masculina que ignorou sua Divindade se cure e lembre-se de sua Divindade mais uma vez, em toda a humanidade.

Para muitos que estavam mergulhados nos padrões de medo e sobrevivência, há uma curva de aprendizado ocorrendo, à medida que eles se ajustam a uma nova maneira de ser que está alinhada com sua presença EU SOU/eu espiritual – seus aspectos do Feminino e Masculino Divino.

É importante para nós darmos àqueles que estão achando difícil transcender seus velhos padrões de medo e sobrevivência, o espaço para se integrar e se curar. Quando o medo não tiver mais domínio sobre a consciência da humanidade, teremos a liberdade para todos.

Podemos contribuir para a cura do masculino, para que possamos nos libertar de seus velhos paradigmas. Podemos fazer isso escolhendo ser uma presença compassiva para nós mesmos e para a humanidade como um todo, à medida que todos nos ajustamos às mudanças que estão nos tirando dos velhos padrões baseados no medo.

Compaixão é a capacidade de observar a resistência da humanidade à mudança, sem julgar essa postura, ou tentar corrigi-la ou salvá-la. A partir deste espaço de compaixão, podemos incorporar e expressar o Amor incondicional por nós mesmos e pela humanidade.

À medida que nós e toda a humanidade recebermos Amor profundo e nutritivo por meio da compaixão, veremos que nossa mente coletiva terá muito menos probabilidade de resistir à cura e à transformação que agora ocorrem em nosso mundo.

Através da compaixão, podemos apoiar o Feminino Divino enquanto Ela cura a energia masculina que uma vez escolheu abandonar sua própria Divindade.

LIBERTANDO-NOS

Em Julho, veremos mais do que nunca os velhos padrões de sobrevivência profundamente enraizados com os quais nos identificamos virem à tona para serem abordados e resolvidos.

Isso nos ajudará a esclarecer se queremos continuar repetindo esses padrões de sobrevivência ou se agora estamos prontos para nos movermos na direção da completa liberdade do passado – libertação das ilusões da limitação e do medo que criamos para nós mesmos.

Uma das maneiras mais eficazes de começarmos a nos mover para a liberdade completa é questionar todos os pensamentos de medo e baseados na falta que nossa mente tem sobre si mesma, sobre os outros e sobre a vida em geral. Vejamos alguns pensamentos que a mente pode trazer à tona às vezes:

“Sinto que sou uma perda total com dinheiro. Eu nunca pareço ter o suficiente.”

Você pode ter tido um pensamento semelhante em algum momento de sua vida – muitas pessoas têm! Se e quando você tiver um pensamento como este, pergunte à sua mente o seguinte:

“Isso é absolutamente uma verdade 100% universal, que nunca tenho dinheiro suficiente, ou que nunca administro o dinheiro de maneira positiva? Mesmo se isso fosse completamente verdade, eu gostaria que as coisas continuassem assim?”

Responda com um simples Sim ou Não.
Se sua resposta foi sim, você pode querer pensar no seguinte:

É possível que você tenha observado a consciência da pobreza em sua família enquanto crescia e, inconscientemente, decidiu que sentir-se impotente em relação às finanças era como um adulto funciona no mundo?

É possível que, mesmo que você tenha herdado a consciência da pobreza, ainda seja capaz de experimentar abundância, às vezes. Você também pode ter um forte impulso interior de se tornar próspero na vida. E existe a menor chance de que seu sentimento de perda de dinheiro seja apenas algo que sua mente criou, para mantê-lo lidando com as finanças da maneira que seus pais faziam?

Ao fazer isso, você pode fazer parte da família com segurança — fazendo e acreditando no que eles fizeram e acreditaram, como toda criança deseja fazer, para que se sintam amadas e aceitas. Se você respondeu sim a isso, este pode ser um momento de profunda percepção para você.

Porque quando percebemos que cada experiência em nossas vidas é resultado de escolhermos essa experiência em algum nível, seja uma escolha consciente ou não, não precisamos mais manter os padrões de sobrevivência como nossa verdade. Podemos então perceber que nunca foi sobre como estamos sem esperança com o dinheiro.

Em vez disso, tratava-se de criar laços fortes com a família, para que não crescêssemos, sentindo-nos sozinhos no mundo.

Ao percebermos isso, podemos nos perdoar pelo que pensamos ser nossas falhas. Podemos então começar a recuperar nosso poder e nos tornarmos o Criador consciente de nossa vida novamente.

Vejamos outro pensamento que pode estar profundamente enraizado em nossa consciência:

“Eu adoraria encontrar um novo parceiro de vida – alguém com quem eu realmente me identificasse, que me oferecesse uma sólida amizade, amor e apoio. Mas eu simplesmente não acho que ele / ela esteja lá fora. Então eu parei de procurar.”

Se você já teve um pensamento assim, pergunte a si mesmo:

“Eu sei que isso é uma verdade absoluta? É verdade que se alguém não tem o parceiro certo agora, nunca terá?”

“Ou é possível que existam pessoas que conheceram um parceiro maravilhoso em diferentes momentos da vida, mesmo quando não esperavam?”

Veja o que aparece para você. Esse primeiro pensamento pode ser baseado no que você viu nos filmes – que apenas jovens com um certo tipo de boa aparência ou níveis de renda mais elevados encontram o amor. Ou pode ser uma crença baseada em experiências passadas suas ou de outras pessoas, embora nosso passado não defina nosso futuro.

Ou pode ser que em sua família ou comunidade, haja uma crença de que “se alguém não se estabelecer aos 30 anos, nunca o fará”. Tudo isso o levou a acreditar que uma parceria amorosa o iludiu e que você pode desistir neste momento. No entanto, cada área de nossa vida responde poderosamente a como nos sentimos sobre isso – o que acreditamos ser verdade ou possível.

Sua chance de conhecer alguém que seja certo para você tem mais a ver com a possibilidade de conhecer alguém maravilhoso – e que você tem muito a oferecer a um novo parceiro. Isso é muito mais poderoso do que o que lhe foi ensinado externamente sobre relacionamentos.

Quando olhamos para qualquer coisa boa na vida com baixas expectativas e descrença, acreditando no pior em vez do melhor, nós nos separamos disso.

Quando olhamos para a crença que diz: “Eu adoraria encontrar um novo parceiro de vida – alguém com quem realmente me identifique. Mas acho que ele não está por aí, então parei de procurar”, podemos ver claramente que esse é um julgamento baseado no medo.

Como resultado desse julgamento e autoproteção, não apenas nos impedimos de permitir novas oportunidades de conhecer alguém novo. Também desonramos toda a energia do Amor e o que ele pode ser em nossas vidas, em um nível romântico ou não.

Você pode ver que quando começamos a questionar nossos pensamentos, criamos uma abertura através da qual podemos nos expandir para estados superiores de consciência e, finalmente, para a liberdade completa de sermos nossos eus superiores.

Você pode estar sentindo alguma resistência em relação ao que acabou de ler, ou sentindo alguma culpa ou tristeza por julgamentos e crenças que você manteve no passado. Saiba que essas ideias foram formadas durante uma época em que todos estávamos simplesmente fazendo o melhor que podíamos com o que sabíamos na época.

No passado, nossa mente simplesmente optou por operar no modo de sobrevivência, o que é outra maneira de dizer que decidiu fazer da proteção sua prioridade máxima. Mas e se ela não precisar mais usar padrões de separação e medo para se proteger?

E se a mente puder finalmente lembrar que nosso Espírito nos manteve seguros o tempo todo, mesmo quando pensamos o contrário? Isso não libera espaço para tentarmos coisas novas que nos ajudarão a expandir para estados maiores de vivacidade, consciência e ser?

A mente tornou-se muito confortável em identificar-se com os padrões de sobrevivência, de modo que quando ocorrem aberturas celestes em nossa consciência pessoal e global, a mente experimenta muito desconforto.

Nosso único trabalho quando isso acontece, é ser uma presença compassiva para a mente enquanto ela se ajusta e se afasta dos velhos padrões. Isso requer que simplesmente observemos a resistência da mente, sem tentar corrigi-la, mudá-la ou salvá-la.

Apenas observe e lhe envie Amor, e a mente não sentirá mais que precisa resistir às mudanças que estão acontecendo. A mente pode então, em seu próprio tempo, relaxar em nosso afeto e compaixão, como uma criança se sente segura nos braços amorosos de seus pais ou cuidadores.

O que acontece quando somos livres?

Quando somos livres, escolhemos criar alegria e felicidade sem motivo.

Nós transcendemos o medo.

Desfrutamos de uma vida plena.

Deixamos de lado a necessidade de culpar os outros.

Assumimos total responsabilidade por ser o Criador de nossa própria vida.

Somos gentis, amorosos e compassivos.

Nós nos expressamos de forma autêntica e honesta.

Tentamos coisas novas, saindo da nossa zona de conforto.

Experimentamos uma forte conexão com nosso Espírito e intuição.

Nós nos abrimos para receber TODAS as nossas bênçãos.

Somos generosos e doadores.

Abandonamos comportamentos competitivos e orientados para a falta.

Somos saudáveis ​​e vibrantes.

E muito mais!

Que todos nós sejamos completamente livres para aceitar e receber nossa nova vida ao máximo.

Até a próxima vez,
Milagrosamente seu,

Emmanuel Dagher

Compartilhe mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br/
http://stelalecocq.blogspot.com
https://lecocq.wordpress.com
Livro “Mensagens dos Mestres – De Coração a Coração”
http://mensagensdosmestres.blogspot.com/
Instagram – @blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet, Mesa Quântica 2.0 e Frequência de Cura Arco Iris – lecocqmuller@gmail.com
https://emmanueldagher.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

39 Views