Abril começa e termina com uma lua nova, 30 dias para passar do começo ao fim e aos começos novamente. Seu tema é ‘ascender e brilhar’ – observe que a palavra ‘ascensão’ vem primeiro. Podemos brilhar sem ascender, mas é muito mais eficaz ascender e resplandecer as nossas luzes em uma frequência mais alta e com uma luz mais brilhante.

Outro tema de Abril é a ‘reintegração de posse’, que está um passo acima do conceito de ‘recuperar’, significa reivindicar a propriedade. Possuir algo é reivindicá-lo, então, quando recuperamos nosso poder, estamos reivindicando o que possuímos e trazendo-o de volta ao nosso campo de energia e à nossa realidade. O que você precisa recuperar agora?

Que aspectos de seu poder você doou, não reivindicou, deixou que outros usassem ou tirassem? Sua alegria, paz de espírito, coração e espírito, sua confiança, sua auto-estima?

Abril é um bom mês para recuperar suas energias. Você precisará dela para realizar ações intencionais e inspiradas neste mês.

À medida que começamos mais um novo mês, podemos recordar os eventos do ano e nos perguntarmos ‘o que aconteceu’. Se você é como eu, os últimos dois anos foram um fracasso, um borrão de eventos e energias que nos paralisaram e o mundo. Foi um choque enorme que foi sentido por todos e ainda não estamos totalmente recuperados. Isso levará algum tempo e o mês de Abril repleto de ação nos dará muita energia para fazer novas escolhas, seguir novos caminhos, incorporar nossas lições e aprendizados e avançar mais na espiral da ascensão.

Este é um mês para ação, mas no contexto de uma iniciação espiritual, onde seremos iniciados no espírito, nas verdades espirituais e na vida plena do espírito. Prepare-se para algumas explosões de sincronicidade Universal, justiça, empoderamento autoconsciente e tempo divino, porque é disto que se trata o mês de Abril.

Se você está se sentindo como se estivesse vivendo em dois mundos, que está experimentando a dualidade multidimensional que é um dos efeitos colaterais da integração da 5D na 3D, você sentirá mais disto neste mês. Com a forte energia espiritual de uma enorme presença de Peixes e a conjunção Júpiter/Netuno em vigor durante todo o mês, aqueles que são muito evoluídos espiritualmente estarão avançando, enquanto aqueles que não são, estarão despertando. É por isso que um dos aspectos de Abril será o encerramento de muito do trabalho cármico e do curador martirizado que tantos de nós temos feito. Será hora de passarmos de curadores para outros, pois temos nosso próprio trabalho a fazer no espaço de energia da 5D, enquanto aqueles que estão despertando encontrarão seus próprios mestres.

Também experimentaremos rejeição e reequilíbrio nos relacionamentos neste mês, uma recalibração de nossa própria energia e como a usamos e a compartilhamos. Chega de caminhos do Curador Martirizado, é hora de aceitarmos, nomearmos e reivindicarmos a nossa Mestria Empoderada. A rejeição é uma resposta ao desalinhamento energético. Você considerou que aqueles que o rejeitam estão muito conscientes de que não estão alinhados energeticamente com você?

Não podemos ajudar aqueles que não querem ser ajudados, que não querem nossa ajuda e que pensam que estamos sendo rudes, arrogantes e lhes impondo nossa vontade quando tentamos. Passei por uma experiência sobre isto. Foi uma grande lição para mim que não é do meu interesse apontar erros ou inconsistências que alguém está cometendo, mesmo que isso os faça parecer tolos, incultos e errados.

Passamos da vibração 9, de março de 2022, para a vibração 10, de Abril de 2022, e este é um espaço mais confortável para se estar. Os finais nunca são confortáveis, pois preferimos a diversão e a novidade dos começos e queremos que o que não é mais divertido ou agradável simplesmente desapareça de nossas vidas. Mas, como sabemos, não acontece assim. Os finais não precisam ser desconfortáveis, mas precisam ser intencionais e incondicionais. Um final é uma confirmação de que ficamos sem energia nesse caminho e queremos outra coisa. Não é um julgamento, é uma afirmação de nossa prontidão para passar para uma frequência, espaço e nível de energia diferente.

Em Abril, deixamos o passado para trás se estivermos prontos para isso, graças à conjunção Júpiter/Netuno. O espiritual está focado no presente que cria o futuro e enquanto o passado tiver voz nessa discussão, sua voz não pode ser a mais alta. Achamos que temos a oportunidade de apagar o passado e recomeçar, mas isso não acontece. O passado é uma parte permanente e indelével de nossas vidas e de nosso campo de energia. Cada incidente do passado cria uma marca em nosso campo de energia. Podemos deixar que eles nos governem ou nos inspirem.

O que temos é um novo começo.. O passado está sempre conosco e serve a um propósito importante, para nos lembrar do que já fizemos e do que aconteceu antes deste momento. O passado não se apaga dos nossos bancos de memória, ele faz parte do nosso campo energético. Mas quanto controle e influência ele tem sobre nossa energia depende das escolhas que consideramos e das decisões que tomamos.

No entanto, nem tudo é tempo de festa e celebrações neste mês. A lua nova de 1º de abril estava lançando uma forte luz sobre Quíron, o Curador Ferido, representando as feridas que carregamos e que nunca cicatrizam. Esta é uma repetição da forte energia de Quíron que tivemos por volta de 2010 a 2013, quando Quíron esteve no final de Aquário e depois no início de Peixes. Se você se lembra daquela época, Quíron estava em Aquário com Netuno e a luta espiritual era muito real quando nos aproximamos dos marcos de 2012 (bem, pensamos que eram marcos).

Quíron sempre foi um enigma e uma daquelas fontes silenciosas de muita dor e sofrimento até descobrirmos o que Quíron está tentando nos dizer. Todos têm um retorno de Quíron por volta dos 48 a 52 anos, que dura cerca de 2 anos. É um trânsito difícil que nos desafia em todos os sentidos, mas quando saímos dele temos um senso de propósito renovado e uma nova missão de alma. Esta luta espiritual se completa neste mês, então vamos ver que tipo de despertar espiritual global acontece com a conjunção Júpiter / Netuno neste mês, que está exata em 12 de Abril.

À luz dos outros aspectos energéticos deste mês, ter um foco em nossas feridas é enorme. Não porque devemos dobrar e acabar com a cura, mas porque podemos usar isto como uma oportunidade para aprender sobre nossas feridas e como usamos nossas feridas. E esta é a base para os temas de Abril de Ascender e Brilhar.

Eu acabei de dizer ‘usemos as nossas feridas’? Eu fiz e isso não foi um acaso. Nossas feridas são áreas de trauma de energia de experiências de vidas atuais e passadas nas quais vivenciamos um evento que foi tão desafiador ou problemático que deixou uma marca em nosso campo de energia. Carregamos esta impressão de energia em nossa energia da alma, de modo que ela nos segue até aprendermos a lidar com ela.

O trauma não precisa surgir de algo realmente terrível. Alguém lhe dizendo que você era feio ou gordo na terceira série pode destruir sua confiança e fazer com que você duvide de sua aparência durante toda a vida. Certamente o trauma inclui coisas como abandono, abuso, rejeição, traição, prisão, perseguição, humilhação, etc., que deixam fortes marcas de trauma, mas o tipo de trauma é menos importante do que a marca de trauma com a qual lidamos. O amor não correspondido pode ser tão traumático quanto a perseguição se você estiver realmente envolvido neste relacionamento.

Como usamos essas feridas? Quando as usamos para solidificar nossa vitimização, estamos usando-as para obter pena, vingança, revanche ou auto sabotagem.

Quando as usamos para ter sucesso apesar de todas as probabilidades e então nos tornamos um motor de ambição singularmente focado que nos permite justificar a agenda que um ‘vencedor leva tudo’ e o fim justifica os meios. Nós a usamos para passar por cima de todos os outros para nos tornarmos o melhor, o número um e o vencedor, pois estamos usando nossas feridas para provar algo a nós mesmos porque nos sentimos inadequados e inseguros devido à presença de nossas feridas, embora nunca diríamos isto a qualquer um.

Irei fazer uma declaração muito geral aqui, mas é muito verdadeira – sempre que você vê alguém defendendo fortemente sua posição, engajado em algum tipo de comportamento obsessivo, ou sendo excessivamente espiritual, ele está agindo através de suas feridas.

Quando vivemos através de nossas feridas e buscamos um propósito de vida que as cure para que possamos ir além do sofrimento, estamos nos concentrando na ferida, não na cura e no fechamento. As feridas nunca se fecharão ou desaparecerão, mas podemos remover nossa conexão com elas.

Falta um elemento que deve trabalhar junto com nosso propósito de vida para criar a verdadeira “cura”. Caso contrário, isso pode criar ciclos de cura em que estamos focados na cura e nunca em sermos curados e completos. Buscamos relacionamentos e situações para curar, mas porque estamos usando a mesma frequência e vibração de energia, não temos o impulso energético necessário para ir além deles. Não podemos estar na frequência de nossas feridas para curá-las – precisamos de uma injeção de energia de alguma fonte e a recebemos, de nossa alma.

Precisamos ir além da energia do trauma, esta é a lição de Quíron, o Curador Ferido. Podemos passar a vida inteira sentindo que estamos manchados com um trauma que contamina tudo o que fazemos ou podemos reconhecer que o trauma existe para ser curado, fechado e relegado ao passado, ao qual pertence.

É tentador ficar no modo de vítima quando experimentamos um forte trauma energético porque passamos pelo inferno e queremos simpatia. Também estamos um pouco desconfiados de correr riscos e nos colocar em risco de ficarmos traumatizados novamente e reabrir velhas feridas, mas esta não é a única solução. Tudo o que faz é nos colocar no caminho de buscar nosso propósito de vida, tentando encontrar alguma justificativa para nosso sofrimento para que possamos dizer a nós mesmos que valeu a pena ou tem valor ou mérito.

Quando conectamos nosso propósito de vida de elevar nossa frequência e vibração de energia com nossa missão de alma de curar nossas feridas e usarmos nosso alinhamento de energia de alma para criar esse caminho, adivinhe o que acontece? Na verdade, fechamos nossa conexão com as feridas (elas permanecem no lugar) e seguimos em frente. É isso que realmente queremos? Enquanto dizemos que se nos acontece ficamos presos porque estamos acostumados com nossas feridas, não estamos acostumados a ficar livres delas.

Esse será o nosso desafio Ascenda e Brilhe em Abril, contemplando a superação das feridas e o que a liberdade significa para nós. A liberdade é primeiro um estado energético e depois um estado mental. Temos que estar na energia da liberdade antes que possamos nos chamar de livres, de nos sentirmos livres e agirmos com a confiança da liberdade.

Para adicionar outro nível de equilíbrio espiritual e energético à mistura, temos uma adorável lua cheia em Libra em 16 de Abril e está energizando todos os planetas, exceto Urano e Mercúrio. O regente de Libra é Vênus e está em Peixes, o que aumenta a força espiritual deste mês. Existe uma relação especial entre Júpiter e Vênus, especialmente quando ambos estão em Peixes. Estes são os benfeitores do zodíaco, os trabalhadores milagrosos e os doadores de bênçãos, por isso é um ótimo momento para estar aberto a receber milagres, bênçãos e a infinita abundância benevolente do Universo.

E não vamos esquecer da nossa segunda lua nova em Abril, que também é um eclipse, em 30 de abril, aos 10 graus de Touro, alinhando-se com nosso bom e errático amigo Urano com uma quadratura surpresa com Marte. Os eclipses expandem e concentram energia, então será elétrico e com uma quadratura com Marte, até um pouco caótico e possivelmente extremo. Mantenha os olhos no seu caminho durante este período, porque as mudanças podem acontecer rapidamente.

Este é um mês muito espiritual com uma forte energia espiritual que não víamos há muito tempo, pelo menos desde Fevereiro de 2010, quando tivemos uma conjunção de Vênus e Júpiter em Peixes. Neste mês temos esta conjunção e adicionamos Netuno à mistura, e Marte também está em Peixes. Isto é muita energia espiritual.

E para aqueles interessados ??no significado astrológico, Vênus está mais poderoso (ou exaltado) em Peixes. Júpiter é o regente tradicional de Peixes e Netuno é o novo regente de Peixes. Marte não está exatamente confortável em Peixes (pense no signo de fogo em um signo de água), mas Peixes é o 12º signo e Marte rege o primeiro signo, então temos um portal Alpha Omega com Marte em Peixes, o início e o fim estão conectados em uma esfera perfeita de criação, expansão e ascensão em evolução.

Esta é a atualização espiritual, o movimento do iniciante ao mestre, estabelecendo a sinergia entre nossa divindade e nossa humanidade, aprendendo a funcionar dentro de nossa dualidade multidimensional. Estamos caminhando para isso há muito tempo, agora chegamos. Vamos ver como se sai. Normalmente, o despertar espiritual com este tipo de conjunção Júpiter/Netuno (o anterior foi em 1852) envolve grandes populações, então este não é um evento individual, embora você possa senti-lo individualmente, vamos experimentá-lo como um evento global.

Em 1852 havia um interesse pela espiritualidade, espíritos e o “outro mundo”. Agora veremos um interesse na consciência energética, na soberania energética e na incorporação perfeita de nossa conexão divina humana. O véu se foi há muito tempo, o despertar está aqui e temos que decidir quando nosso trabalho de cura está concluído e seguir em frente para a alegria que é nossa recompensa.

Não estamos deixando nada nem ninguém para trás, estamos completando nosso próprio ciclo cármico e de Curador Martirizado, reconhecendo que cada pessoa é responsável por sua própria jornada, cada pessoa é energeticamente soberana e faz suas próprias escolhas, e temos que aceitar isso sem julgamento. .

Agir em abril é um processo de gerenciamento de nossa autoconsciência, auto-estima, confiança e nossos limites de energia. Mantenha o foco no seu caminho, todos os outros estão fazendo o que precisam fazer agora. Verifique com a energia da sua alma ocasionalmente e veja se você está alinhado com ela. Esta é a fonte de sua energia para cura, transformação, expansão e ascensão.

Abril é território de Áries, o primeiro signo do zodíaco, e suas energias são desbravadoras, sendo destemidas, agindo, sendo o primeiro a pisar em um novo território. É primavera aqui e as árvores estão cheias de flores. Não importa o que esteja acontecendo no mundo, as árvores ainda estão florescendo, uma nova vida está surgindo e novos potenciais estão ao nosso redor.

As coisas estão ficando estranhas no mundo e isso pode continuar por um pouco mais, mas à medida que mais energia da 5D banha o planeta, vemos mais escuridão deslocada e estamos lidando com uma energia escura muito densa agora. Mantenha sua luz brilhando e seus olhos focados em seu caminho para que você permaneça fiel a si mesmo e alinhado com sua intenção.

Tenha um ótimo mês

Autor: Jennifer Hoffman
Autor: http://enlighteninglife.com/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui

Fonte Postagem: https://www.sementesdasestrelas.com.br/

11 Views