Amados,

Estamos prestes a entrar no próximo e último mês deste sexto ano universal. Um ano que nos mostrou mais claramente a velocidade do tempo, enquanto continuamos atravessando nosso novo espaço dimensional. Nosso senso de tempo, tal como o sentíamos, mudou totalmente e agora é baseado na intensidade do momento que vivenciamos, pois conforme passamos da linearidade para a simultaneidade, não vivenciamos mais o tempo da mesma forma fixa.

Quanto mais evoluímos, mais percebemos que finais, começos e nosso senso de tempo e espaço são ilusões que agora estão desaparecendo, à medida que redescobrimos nossa natureza autêntica. Para alguns de nós, experimentar a realidade simultaneamente tornou-se uma constante e apenas nossa orientação interior nos serve para navegar por uma nova realidade.

Este último mês vai ser um mês para reiniciarmos, rejuvenescermos, nos alimentarmos e, acima de tudo, um mês para habitarmos na essência iluminada de nossa alma, pois o mundo continua criando distrações para nos desligarmos do que é realmente importante.

Dezembro representa, na nossa perspectiva humana, um final, assim como o número que retrata a sua essência, um 9 mês universal que confirma o fim de um ciclo. Um ciclo que começou despertando para quem realmente somos, curando tudo o que estava fragmentado e começando a unificar as polaridades para recuperar a consciência da unidade.

Como eu sempre digo, estamos para sempre terminando/começando de novo dentro desta espiral cósmica eterna. Pois nunca terminamos, pelo contrário, estamos apenas começando a descobrir os muitos reinos que existem dentro da Criação e sua Sabedoria Infinita.

O número 9, simboliza a fase em que muitos se encontram neste momento, uma etapa para sermos sábios, nos interiorizarmos e focarmos em nossa Luz interior – Verdade – para caminhar entre as sombras até chegarmos à nova margem, usando apenas nosso oráculo interior para navegar em nossa realidade atual.

Na verdade, não precisamos de nada mais do que discernir qual caminho está alinhado com nosso Eu Divino e qual não serve mais. E mesmo que o caminho da solidão nem sempre seja fácil, é essencial ouvir nossa Orientação Divina interior, antes de dar à luz esta nova realidade, na qual já temos um aspecto superior nosso habitando.

Este é um mês para focarmos na gratidão, no amor e na compaixão, pois é muito importante trazer mais iluminação, maior compreensão e, acima de tudo, neutralidade ao que estamos testemunhando e que não podemos mudar, mas podemos envolver dentro do Amor Divino.

Como almas ascendentes, ajudamos primeiro sendo quem somos, expondo nossa verdade pessoal e permanecendo firmes em nosso poder, para que nada possa nos distrair de nossa missão pessoal. Como curandeiros, afinal, todos nós estamos aqui para ajudar o planeta a se curar por eras de destruição maciça, é nossa principal tarefa limpar a terra, tanto quanto pudermos, ajudando a restaurar sua pureza, lembrando que somos Um com ela. Isso é algo que só podemos fazer se permanecermos em um espaço neutro e amoroso.

É um mês, também, para nos concentrarmos no equilíbrio, nos movendo para dentro, onde podemos descobrir se há algum desalinhamento e, por meio da varredura consciente, remover tudo o que não está em perfeito equilíbrio.

Estamos caminhando para um mês oito universal, pois janeiro de 2023 será um mês, após este nove, em que após o término dos ciclos, passamos a estabilizá-los, pois oito não representa apenas o infinito, mas o equilíbrio perfeito dentro de Tudo na Criação.

Os guias nos convidam a ver os dois meses, dezembro e janeiro, não como separados, mas como parte de um mesmo processo, como finais e recomeços se encontram em um espaço atemporal, em um vazio, onde tudo acontece ao mesmo tempo e está sendo tecido.

É aqui que estamos no momento e os Guias nos oferecem uma ferramenta para visualizar, um padrão de estrela octogonal, para informarmos nossas mentes sobre a mudança que está ocorrendo, adaptando-se a ela, sendo flexíveis e, em vez de resistentes, abraçando essa transição.

Ao visualizá-la, pintá-la ou trabalhar com ela da maneira que for melhor para nós, programamos nossas mentes para integrar mudanças positivas, rendendo-nos a elas e abraçando todas as bênçãos que essa mudança traz para todos os que desejam. sair do velho e de sua zona de conforto e começar a criar de novo.

Eventos Astrológicos

Como o ano anterior, para todos é cíclico, afinal, começamos dezembro com Netuno, o Sonhador, o Planeta Intuitivo, direto. Netuno pode ser desafiador, pois nos convida a aprofundar nossos aspectos e sentimentos que não desejamos visitar. No entanto, uma vez que integramos nossas sombras e superamos quaisquer medos, podemos ressurgir sendo mais fortes e mais sábios, com um novo senso de direção e conexão com nossa orientação interior que não possuíamos antes, devido ao nosso medo de visitar o aspectos de nós que ainda estão sofrendo.

Este é o primeiro presente que dezembro nos oferece, a oportunidade de navegar por nossas águas interiores, trazendo tudo o que reside em suas profundezas, para que possamos curá-lo e seguir em frente. Esta primeira semana também será de grande ajuda para aqueles que precisam ver a realidade como ela é, removendo falsas construções mentais autocriadas ou implantadas, que nos impedem de ver quem somos e nossas habilidades únicas.

Como vocês sabem, muitas vezes, simplesmente negamos ver o que É e nos concentramos nas muitas ilusões humanas que obscurecem nossa compreensão do que já está ocorrendo em nossa experiência humana. Netuno nos ajudará a sintetizar os dois mundos, entendendo que ambos são iguais e podem coexistir se desejarmos abraçar os dois lados de quem somos, não apenas o Divino, mas também o mundano.

Alguns dias depois, em 6 de dezembro, temos Mercúrio em Capricórnio. A temporada de Capricórnio começa, pois gradualmente teremos muitos planetas se movendo para este signo, assim como o Sol e o Solstício e, com isso, um lembrete da importância da autoiluminação de ambos, pois Capricórnio é aquele que ilumina o ser humano através da necessária alquimia interior, ajudando-nos a perceber o que precisamos transformar dentro e fora.

Mercúrio em Capricórnio vai nos ajudar a focar no prático, trazendo nossas ideias e novos projetos para o mundo tangível, onde podemos expandi-los e aproveitá-los. É importante começarmos a perceber como todos os planetas, o macro, representam o que está acontecendo no micro – uma mudança completa do etéreo para o físico, trazendo tudo para a matéria, onde pode ser transformado, curado e expandido. Eles não nos governam, pois todos juntos gravitamos e nos movemos na mesma direção evolutiva, dentro desta espiral infinita.

No dia seguinte, temos uma Lua Cheia a 16 graus de Gêmeos. Gêmeos tem tudo a ver com síntese, se não trabalharmos com o processo de fusão da alma, então não pode haver comunicação adequada entre nosso ser humano e o eu divino. Este é um momento de autointegração, reconexão e iluminação se nos concentrarmos em nós mesmos e no que precisa ser unificado em nossa experiência de vida, em vez das distrações 3D desta época.

Nesta lua cheia teremos mais uma oportunidade de limpar nosso corpo mental, nos comunicarmos com nós mesmos de forma saudável, para que possamos receber novas ideias e, principalmente, a clareza, que se consegue através da remoção de todos os programas negativos, começando a construir um ponte comunicativa mais forte com nós mesmos.

Este também é um momento maravilhoso para viajar. Lembre-se que a viagem não precisa ser apenas física, como sempre comentam os Guias, pois para quem está trabalhando com energias sutis e outros mundos, saiba que a comunicação pode acontecer em muitas dimensões e pontualidades, não apenas de uma forma mais tangível.

Em 9 de dezembro, temos Vênus também entrando em Capricórnio, junto com Quíron diretamente. Vênus em Capricórnio nos ajudará a trabalhar o amor próprio, como única forma de criar mais beleza fora de nós mesmos, por meio de nossas próprias habilidades, bem como cultivar relacionamentos equilibrados e amorosos.

É hora de nos comprometermos, como Capricórnio nos lembra, de nos comprometermos a amar e respeitar a nós mesmos, nossa Centelha Divina e a nos aprofundarmos em quem somos, em vez de nos concentrarmos no exterior o tempo todo, pois quando o fazemos, nos perdemos. Um tempo para discernir o que nos traz mais amor, beleza e paz e como podemos começar a trazer mais amor ao mundo, por meio de nossas próprias criações.

O próximo evento importante, e frequentemente considerado menor, é o portal 12/12. A essência deste portal vai além dos números 12, ou 3 reduzidos, ou se reduzíssemos todos eles, 6. Há sempre uma essência a mais, que nós, de nossa perspectiva humana, não somos totalmente capazes de perceber, é por isso que é tão importante estar aberto e se conectar com nossa equipe de Guias, para que possamos realmente discernir sobre o que são essas energias e portais, não apenas universalmente, mas pessoalmente para nós.

Este portal será único este ano, especialmente com as energias de dezembro, que nos ajudam a nos mover para dentro, para que possamos visualizar, de uma perspectiva mais iluminada, o que está acontecendo dentro de nós mesmos, para que possamos criar a partir de um espaço de amor, em vez de do que medo, impulsividade ou confusão, qual será o próximo ciclo para nós.

As frequências do portal 12/12 que vamos receber este ano também servirão para aqueles que estão preparados para iniciar o trabalho interno de ativação do corpo de luz. Muitos já estão neste processo, e este portal vai trazer as energias certas para curarmos e atualizarmos nosso corpo de luz, pois se não começarmos restaurando-o completamente e construindo todos os portais de nosso corpo, não poderíamos reconectar com nossa alma, mônada e o Eu Divino.

Em 20 de dezembro, temos Júpiter entrando em Áries. Júpiter em Áries vai nos dar um impulso de energia, para que possamos utilizar essa força vital para fechar capítulos, seguir em frente e restaurar nosso corpo energético em todos os níveis, começando a nos desapegar do passado e, como sempre digo, o passado é qualquer coisa em relação ao momento anterior, então podemos criar um próximo momento livre de ilusões, apegos humanos e limitações.

Essa energia feroz também ajudará aqueles que estão entrando em um caminho de serviço, que começa por ser corajoso e compartilhar quem eles são, pois é fundamental que tenhamos confiança, não apenas em nós mesmos, mas na orientação que recebemos e isso será compartilhado, e nos colocarmos lá fora, confiando que tudo o que fazemos é guiado por uma Inteligência Superior que deseja se expressar através de nós.

É tempo de estarmos motivados, caminhando em direção ao que queremos construir, criando novas pontes para a atualidade futura que queremos navegar, ao invés das antigas, repetindo as mesmas velhas situações. Júpiter em Áries nos ajuda a perceber onde estamos e nos dá força pessoal, vitalidade e confiança para ir atrás dos desejos e objetivos de nossa alma, enfrentando todos os obstáculos com fé e confiança de que o que somos guiados a fazer é para ser.

No dia 21 de dezembro, o Sol entrará no signo de Capricórnio, celebrando o Solstício de Inverno/Verão, dependendo de onde você mora. O Sol representa nosso Eu Superior, nossa Essência, então quando o Sol brilha com sua luz em um signo do zodíaco e, portanto, em um aspecto específico de nós mesmos, isso significa que somos convidados a desenvolver e trabalhar neste lado concreto de nós mesmos.

Com o Sol em Capricórnio, somos chamados a nutrir o nosso aspecto que dá frutos, tornando-os tangíveis, prestando atenção não apenas à nossa parte etérea, mas também ao nosso aspecto que precisa ser nutrido – no material – já que eles nos sustentam. Afinal, a nova frequência que mantemos deve ser ancorada em nosso reino denso. Capricórnio também nos dá equilíbrio, para não cairmos na armadilha das ilusões, procrastinando o nascimento de nossas novas criações.

Em 23 de dezembro, temos três eventos importantes para nos alinharmos, primeiro, uma Lua Nova em 1 grau de Capricórnio, Quíron direto e, por último, Júpiter em semiquadratura com Urano. Este é o auge da temporada de Capricórnio, que é muito boa para trazermos iluminação ao nosso eu humano, estando ancorados e nos reconectando com quem realmente somos.

A Lua Nova em Capricórnio, a segunda Lua caindo a 1 grau, e não a última, nos traz alegria e uma energia muito tranquila e fresca. No entanto, também traz cura, pois Quíron também está bem aspectado com ela, em uma perspectiva mais energética. Traz a oportunidade de trabalharmos a luz descendente, a energia curativa, em nossos corpos, que é o que Capricórnio nos ensina.

É justamente por essa descida de luz que podemos curar, construir o corpo de luz e com ele nossa conexão com os Aspectos Iluminados e dimensões onde habitamos, restaurando os portais do nosso corpo para receber a orientação que tanto desejamos obter.

Uma luz que não conseguiremos ancorar totalmente, se houver alguns problemas em nossos corpos, como mitocondriais, etc que impeçam essa integração e que com Capricórnio é um momento muito bom para escanearmos nossos corpos e percebermos se precisarmos trabalhar em mais cura para restaurar as células ou qualquer outra parte de nosso corpo que precise de nosso cuidado e apoio.

Nós também temos Quíron direto no mesmo dia, 23 de dezembro, oferecendo-nos sua frequência de cura para que possamos direcioná-lo para os aspectos de nós mesmos que precisam de limpeza, expansão e rejuvenescimento. É vital fazer a recuperação da alma, limpando a pontualidade e a recuperação energética, toda vez que mudamos as linhas do tempo, seja no Ano Novo ou em qualquer outro momento que nossa alma planejou para entrarmos em um novo ciclo, pois é de extrema importância sermos capazes de mudar, não carregar energia, feridas, dores ou quaisquer outros resquícios do passado.

Por fim, também neste mesmo dia, temos Júpiter em semiquadratura com Urano. É quando ancoramos a mudança anterior, a cura que criamos ou a expansão que estamos tentando concretizar. É uma nova direção, uma nova maneira de ver a nós mesmos e o que nos rodeia – se primeiro limparmos nossos corpos mentais de todas as falsas premissas que nos impedem de ver com clareza. Um tempo para criarmos novas possibilidades a partir da nova consciência que agora possuímos, expandindo sem limitações ou restrições internas anteriores.

Terminamos o mês com Mercúrio retrógrado em Capricórnio até janeiro. Para alguns significará tornar tangíveis as ideias, trazendo uma oportunidade de ver de que maneira nos dominamos. Para outros, significará a chegada de um período sem ação, pois foi criada a crença de que quando Mercúrio está retrógrado não é um bom momento para agir, para manifestar nossas ideias e expandir a maneira como escolha fazê-lo.

Somente você decide o que será verdadeiro para você e sua realidade pessoal, pois somente você, quer perceba ou não, pode criá-la.

Dezembro é um mês em que, se escolhermos ir para dentro, celebrando tudo o que criamos e alcançamos, focando na gratidão e simplesmente permitindo que nossas almas se comuniquem com nosso eu humano, pode nos servir imensamente para nos reconectar com nosso Eu Iluminado, trazendo a orientação, a clareza necessária para iniciarmos uma nova jornada. Basta estarmos dispostos a nos dedicar a esse processo de reconexão e alinhamento consciente.

Tenham um dezembro abençoado e amoroso, Amados.
Dentro do Amor Infinito,

Natalia Alba

Compartilhe mantendo todos os créditos
Formatação e tradução – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br/
http://stelalecocq.blogspot.com
https://lecocq.wordpress.com
Livro “Mensagens dos Mestres – De Coração a Coração”
http://mensagensdosmestres.blogspot.com/
Instagram – @blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet, Mesa Quântica 2.0, Sistema Regenerador Ashtariano, Apometria Cósmica e Dinâmica, Mesa Hologramas de Auto Cura Arcturiana- lecocqmuller@gmail.com
https://www.starseedsoul.com/

23 Views